jump to navigation

Pequenas ações de marketing sem gastar dinheiro 24/09/2009

Posted by Marco Del Giudice in empreendedor, Marketing.
Tags: , ,
1 comment so far
Muitas pessoas não têm idéia de quanto custa determinados investimentos em marketing e que muitos deles podem ser feitos sem gastar um centavo.

Separei algumas opções de como investir gastando muito pouco.

Website: é impressionante que na era da Web 2.0 há empresas ainda fora da internet. Se o problema é a falta de verba, saiba que a empresa pode montar ela mesma o seu site. As plataformas “open source” (código aberto) é em minha opinião a ferramenta ideal para começar na internet. As plataformas disponíveis são Joomla, WordPress, Plone e Drupal, sendo as duas primeiras as mais conhecidas. Um exemplo disso é o site que você está lendo agora que utiliza a plataforma WordPress.

Comece seu site, coloque fotos e conteúdo pertinente ao seu público. Com um pequeno investimento no registro de domínio, você pode ter um site com o nome da sua empresa. O registro por um ano custa R$ 30,00 no Registro.br. Depois haverá apenas o custo de hospedagem, que na internet é fácil achar empresas cobrando míseros R$ 7,00 reais por mês.

Pesquisa: conhecer o seu cliente talvez seja a melhor maneira de tomar decisões no dia-a-dia do seu negócio, porém, ficam inúmeras dúvidas de como fazê-la sem a ajuda de uma empresa ou o que saber sobre os clientes.

Bem, a primeira coisa é determinar como coletar essas informações. Pode ser via site, e-mail, formulário, entrevista via telefone, ou qualquer outra forma que seja mais cômoda para você.

Sugiro obviamente coletar algumas informações que acredito que sejam básicas para qualquer negócio:

Nome, endereço, telefone residencial e comercial (quando aplicável), e-mail, como conheceu a sua empresa, dar espaço para críticas e melhorias.

As informações irão variar muito do seu tipo de negócio, por exemplo, para um hotel pode ser importante saber se o cliente tem filhos ou não ou se está se hospedando a trabalho ou lazer.

Você pode achar resistência de clientes para responder pesquisas, e se esse for o seu caso, você pode dar um pequeno mimo ou desconto numa futura compra caso a pesquisa seja preenchida. Imagina sair da loja com um vale de R$ 20,00 reais para próxima compra ou de 10% de desconto! Além de ter uma pesquisa em mãos, terá um cliente satisfeito e que irá voltar para gastar mais ou até mesmo indicar para outros dando os respectivos vales. Tabule a pesquisa numa planilha Excel, faça gráfico e tenho certeza que irá se surpreender com o que vai descobrir sobre seus clientes e seu próprio negócio.

Promoções: o maior custo de algumas empresas é custo de não vender, por isso faça promoções. Se suas vendas são sazonais, como um bar que somente lota alguns dias da semana ou uma empresa de brindes que vende muito mais no segundo semestre do ano, a saída é fazer promoções incentivando a compra nos outros períodos. Uma prática muito comum em bares e restaurantes é o famoso “pague 1 e leve 2” que acaba atraindo clientes em dias menos movimentados. Faça cartões de fidelidade, incentivando o cliente a se tornar fiel e obviamente optar pelo seu negócio ao invés de outro similar. Dê descontos em períodos em que naturalmente as vendas são mais baixas, tentando antecipar pedidos que fossem feitos na época de alta.

Divulgue localmente o seu negócio: não importa se é um escritório de contabilidade ou uma auto-escola, os vizinhos podem ser seus clientes também.

Num escritório de contabilidade instalado em um prédio comercial tem fácil acesso aos nomes das empresas e responsáveis pelas mesmas ali instaladas. Telefone e marque para tomar um café. Se não sair um novo cliente dali, pelo menos uma pessoa a mais conheceu o seu negócio.

Já uma auto-escola pode fazer promoções em conjunto com um salão de beleza. Por exemplo, os clientes do salão podem ter uma aula teste grátis na auto-escola enquanto que os clientes da auto-escola têm 15% de desconto no corte do salão. Parcerias comerciais custam nada e dão retorno certamente.

Surpreenda, dê mais do que o cliente espera: gerenciar expectativas é a melhor forma de ter clientes satisfeitos e fiéis, por isso não entregue apenas o que é comum ao seu serviço. Crie diferenciais quanto à concorrência.

Imagine uma lavanderia que faz pesquisa e coleta informações dos clientes que consequentemente acaba conhecendo seus principais clientes e suas rotinas. Com isso, podem ser feitas ligações para os clientes antecipando coletas de roupas, ou oferecer uma condição especial em aniversários.

Um hotel pode vender um pacote de núpcias e receber o casal com uma garrafa de champagne no quarto.

Um corretor de seguros de carro sabe exatamente quando seu seguro vai vencer, e você sempre se surpreende quando ele te liga pontualmente dizendo que vai vencer e você se pergunta como ele lembra. Pois é, ele nos surpreende por que coleta as informações e as usa para continuar a venda. O mesmo corretor te liga quando seu filho está prestes a completar 18 anos para oferecer os seus serviços caso pretenda presentear seu filho. Faça como o corretor de seguros, surpreenda.

Links úteis:

Plataformas gratuitas para desenvolvimento de sites e blogs:

http://br.wordpress.org/

http://www.joomla.org/

http://plone.org/countries/br

http://drupal.org/

Registro de domínio de site:

http://registro.br/

Hospedagem de site:

http://www.uolhost.com.br/

http://www.locaweb.com.br/

Onze empreendedores e 10 segredos 10/09/2009

Posted by Marco Del Giudice in Permuta.
Tags: ,
add a comment

Pequenos e médios empresários revelam como melhorar os resultados com dez medidas que você pode adaptar agora para aplicar nos seus negócios

Por Raquel Grisotto

Como ter os primeiros clientes antes de montar o seu negócio? 10/09/2009

Posted by Marco Del Giudice in Permuta.
Tags: , ,
add a comment

Segundo pesquisa Global Entrepeneurship Monitor (GEM 2008) o Brasil ocupa a terceira posição em empreendedorismo entre os países do G-20. Seja por necessidade ou oportunidade, pessoas decidem montar seu próprio negócio.

Preocupações com os custos iniciais e de como adquirir os primeiros clientes normalmente são as principais inquietações que rondam os micro e pequenos empresários. Porém, o que muitos não percebem é que os primeiros fornecedores da nova empresa podem ser na verdade os seus primeiros clientes. Como? Criando oportunidades através de trocas.

Há alguns serviços e produtos que são mais fáceis de permutar. Por isso, seguem algumas dicas para você concentrar seus esforços no que realmente pode ser um novo cliente e fornecedor ao mesmo tempo.

(mais…)